Sobre

Faço recortes daquilo que vejo com a tesoura e a medida que me derem vontade. E colo aqui da mesma forma. É literatura de banco de praça, eu me sento, olho para as coisas, e se pudesse conversaria com o mundo todo. E com todo mundo. E colocaria o mundo todo aqui, no banco, na praça e no blog.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s